terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Dificilmente consigo dizer-te o que significas. Ultimamente merecias que te dissesse um obrigado por tudo, mas é difícil exprimir o que só o coração percebe. Obrigada, Inês. Por todas as vezes que me fizeste sentir protegida, por todas as vezes que me fizeste rir, por todas as palavras loucas que apesar do pouco sentido que tinham me fazem feliz, por partilhares comigo os segredos do oceano, por vires comigo onde vou, por estares comigo onde estou, por seres comigo o que eu sou. Obrigada, por te assemelhares a mim. E assim vejo-te, pelo quinto ano consecutivo, completares mais um ano de vida, mais um ano onde marcaste a diferença e sobressaíste destacada no meio de tantas pessoas. Parabéns, Inês. Espero que saibas bem, e até já tenhas decorado, a minha presença constante na tua vida, a minha intervenção no teu dia-a-dia, a minha companhia do teu lado.

Ps: como combinado, para o ano voltamos a ficar juntas nas aulas, não é?

Ps2: pára de me roubar as canetas, fico com o estojo vazio!

Ps3: estou ansiosa por sábado, vai ser mais uma noite de arrasar. Ah, e amo-te.

9 comentários:

deita cá para fora! ♥