terça-feira, 24 de maio de 2011

adoro-te na mesma

Acabou. O meu coração deixou de bater, agora nada fará o devido sentido. O meu coração está despedaçado, mas foi o melhor. Só quero que saibas que vou continuar a sonhar contigo, noite após noite, com a esperança de que um dia, quando acordar, deixe de ser um sonho e passe a ser uma realidade, a nossa realidade que nunca passou da minha ilusão. Na verdade eu poderia conhecer um milhão de gajos que nenhum (repito: nenhum) chegará a ser metade do que tu és para mim. Não duvides que nunca amei ninguém como te amo a ti e que nunca ninguém te amará tanto como eu te amo. Foste e és a pessoa mais importante da minha vida. A minha prioridade. Mas a verdade é que te dei a escolher, e assim o fizeste, se foi o melhor para ti, certamente terá sido o melhor para mim. No entanto, mesmo querendo esquecer-te a todo o custo, não serei capaz de te deixar. Vou apenas parar com a minha persistência e a minha esperança. Este foi, provavelmente, o ultimo post que te direi e te prometerei: vou amar-te deste jeito para sempre. E agora respiro de alivio, porque foste quem mais luta me deu, apesar de sem sentido, gostei de lutar por ti, porque és fantástico. Espero ter conseguido dar tudo por ti. E considera esta despedida não como um adeus, mas como um até já. És a minha vida. Amo-te, desculpa ter-te feito ver que me partiste o coração.

"se nos amamos assim tanto, um dia ficaremos juntos"- não esqueço.

5 comentários:

deita cá para fora! ♥