sábado, 4 de dezembro de 2010

rain of stars

Um dia olhei para o céu estrelado e uma estrela reluzia mais no meio de centenas de estrelas que podia observar, nesse dia decidi, que estivesse ali ou em qualquer outro lugar, aquela estrela estaria sempre na minha vida, a reluzir mais que as outras todas. Ao longo do tempo, descobri que essa estrela tinha nome, e esse nome não era nem mais, nem menos, que o teu. Pena também ter descoberto que a estrela não estará sempre na minha vida, tem tempo limitado e duração esgotável.
Quero acreditar que vai permanecer durante largos anos, e o resto, entrego-te de mão beijada, meu saboroso destino.

10 comentários:

deita cá para fora! ♥